jusbrasil.com.br
24 de Outubro de 2017

Palocci é condenado a 12 anos de reclusão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro na Lava Jato

Sentença do juiz Sérgio Moro saiu na manhã desta segunda-feira (26).

Igor Leite, Advogado
Publicado por Igor Leite
há 4 meses

O Juiz federal Sérgio Moro – responsável pelos processos da Operação Lava Jato na primeira instância – condenou o ex-ministro Antonio Palocci a 12 anos, 2 meses e 20 dias de reclusão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

A sentença é desta segunda-feira (26): Esta é a primeira condenação de Palocci na Lava Jato.

O ex-ministro foi preso na 35ª fase da operação, batizada de Omertà e deflagrada no dia 26 de setembro de 2016. Atualmente, está detido no Paraná. De acordo com o juiz, ele deve continuar preso mesmo durante a fase de recurso.

Branislav Kontic, ex-assessor de Palocci, foi absolvido dos crimes a ele imputados – corrupção e lavagem de dinheiro – por falta de prova suficiente de autoria ou participação, de acordo com o juiz.

O ex-executivo da Odebrecht Rogério Santos de Araújo também foi absolvido pela mesma razão. Ele respondia por corrupção.

O processo

Além de Palocci, o ex-assessor dele, Branislav Kontic, o empresário Marcelo Odebrecht e outros 11 eram réus nesta ação penal. Eles respondiam por crimes como corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O processo apurava se Palocci recebeu propina para atuar em favor do Grupo Odebrecht, entre 2006 e 2013, interferindo em decisões tomadas pelo governo federal.

Palocci é acusado de intermediar propinas pagas pela Odebrecht ao Partido dos Trabalhadores (PT). Ex-executivos da empreiteira afirmaram que o codinome "Italiano", que aparece em uma planilha ao lado de valores, fazia referência a Palocci. Ele nega ser o "Italiano".

Alegações finais

Nas alegações finais, a defesa de Palocci apontou inconsistências nas delações de ex-executivos da Odebrecht e pediu a absolvição do ex-ministro.

Já o MPF reforçou, nas alegações finais, o pedido de condenação de Palocci e dos outros réus.

Fonte: G1

18 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Agora só falta a condenação do chefe máximo da organização criminosa que lesou os brasileiros em bilhões de reais. Aqueles que, como Lula, verberam contra um suposto Estado Policial erram feio. Quem vive nesse Estado são os políticos e empresários ladrões. O cidadão comum e empresários honestos não têm a Polícia Federal nos seus calcanhares. Continuam vivendo com as dificuldades de sempre graças a essa corja que tomou conta dos governos e das instituições nos recentes 15 anos. O país precisava passar por isso. É como um tumor que não para de purgar. Que a justiça continue, pois, a ser feita, até a última gota de pus. continuar lendo

Só PT? por que ninguém coloca no balaio o PMDB, PSDB, DEM e outros que se organizaram ainda enquanto PMDB e ARENA nos tempos da ditadura? porque as pessoas tem memória de peixe beta e vive de restos de fundo de aquário. O país precisa acabar com os pequenos delitos de corrupção desde o berço de cada cidadão que estufa o peito e berra contra a corrupção mas no dia a dia está cometendo seus delitos impunemente como fazer gatos, parar em fila dupla, passar o outro para trás, sonegar, fraudar. É dentro de casa que se começa a educação e o preparo dos filhos. E olha os exemplos que temos publicamente observado ao longo de muitos anos. Gerações que estão vindo bem piores, com pais omissos e permissivos demais e filhos quase delinquentes que não querem saber de nada. Colam nas provas, ameaçam e até agridem professores. Esses um dia estarão ocupando um cargo político. continuar lendo

QUEM falta mesmo? QUANDO UM TUCANO PAULISTA SERÁ INVESTIGADO, CONDENADO E PRESO?

Delator cita filho de FHC em esquema de corrupção na Petrobras
Vídeo em que o lobista Fernando Baiano relaciona filho de FHC, Paulo Henrique Cardoso, a esquema ilegal na Petrobras foi divulgado muito discretamente. Não vai ter inquérito? Não vai ter “cognição sumária”? E se fosse o filho do Lula?

Sócio de uma offshore no Panamá e ligado a suspeitos de corrupção,O FILHO DE FHC, Paulo Henrique Cardoso prosperou à sombra do pai.Os negócios da família do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso vão muito além das contas no exterior do patriarca investigadas pela Polícia Federal. Incluem também transações do filho Paulo Henrique com a Odebrecht, as offshore no Panamá e no Reino Unido, além de uma sociedade com o ex-braço direito do presidente argentino Mauricio Macri que se suicidou em meio a um escândalo de corrupção.

Cerveró cita propina de US$ 100 milhões dólares ao Governo FHC’ na venda da Pérez Companc. Ex-diretor da Petrobrás diz que cada diretor da petrolífera argentina recebeu US$ 1 milhão como prêmio pela venda e suposto operador do ex-presidente Carlos Menem, US$ 6 milhões.

Segundo Cerveró, maior esquema de corrupção na Petrobras foi no governo FHC- O ex-diretor internacional da Petrobras Nestor Cerveró afirmou, em depoimento prestado por delação premiada, que houve pagamento de pelo menos R$ 564,1 milhões em propina referentes a negócios da estatal e uma de suas subsidiárias, a BR Distribuidora. Onze políticos foram identificados como beneficiários.

100 MILHÕES EM PROPINAS -Serra e Aloysio sabiam de tudo', diz Paulo Preto sobre Dersa -Paulo Vieira de Souza - conhecido como Paulo Preto - que segundo o operador financeiro Adir Assad em sua proposta de delação premiada à Lava Jato teria recebido R$ 100 milhões em esquema envolvendo o Dersa (Desenvolvimento Rodoviário S/A), ainda não se pronunciou após a revelação vir à tona, no sábado (4), pelo Estadão. Mas, segundo a coluna Radar On-line, a um amigo próximo Paulo teria dado a seguinte declaração neste fim de semana: “Tudo o que acontecia no Dersa era de conhecimento do Serra e do Aloysio

GERALDO Alckmin usou cunhado para receber mais de R$ 10 milhões de empreiteira, dizem delatores- De acordo com os delatores, o tucano recebeu R$ 2 milhões na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes em 2010 e outros R$ 8,3 milhões quando se reelegeu, em 2014. Os valores não foram declarados na prestação de contas oficial, enviada à Justiça Eleitoral.

Temer e tucanos são delatados pela Odebrecht, mas Lava Jato só denuncia Lula
Nunca quiseram saber onde foram parar os R$ 10 milhões que o tucano Sergio Guerra recebeu de empreiteiras para melar uma CPI da Petrobras. Nunca condenaram nenhum tucano do metrô superfaturado e da merenda roubada de São Paulo. continuar lendo

@ednadc
Não estava ciente do fato que o Eduardo Cunha, os presidentes das empreiteira corruptas, o Sérgio Cabral, entre tantos outros, recentemente se filiaram ao PT.
Tanta expertise política adicionada ao partido vai facilitar muito a candidatura de Luladrão. continuar lendo

Não entendemos por que as penas são tão insignificante, diante dos verdadeiros rombos gigantescos que esses vagabundos provocaram nos cofres públicos. Espera aí! esses caras lesaram o Brasil de uma forma violenta, trouxe a desgraça e a ruina para todos os brasileiros. O efeito desse roubo, dessa corrupção que arrebentou com a vida de muitos brasileiros e, muitos até perderam suas próprias vidas por falta de uma assistência, com uma melhor qualidade. Por isso que nós sempre vamos afirmar prudentemente porque o crime nesse país realmente compensa. Acorda.. Brasil. continuar lendo

O Juiz, Sr.Silva, não pode condenar além dos limites da lei. E não é ele quem faz a lei, só a cumpre..
É por isso que este país tem penas tão fracas e desproporcionais à gravidade dos crimes. Isso também acontece no âmbito civil. Veja o exemplo na notícia também de hoje, no mesmo site, em que uma empresa descumpre um contrato e é dispensada de pagar metade da multa com a qual havia concordado na celebração. Se assinou que pagaria, deveria ser obrigado a pagar, não é mesmo? Na área criminal, se o delito é de gravíssimas consequência (contra o povo!) a pena deveria ser severíssima (coisa de 30 anos, a meu ver). continuar lendo

Isso é só o começo, porque outras condenações devem se somar a esta.
A exemplo do Abdelmassih, que condenado a 181 anos ajeitou para sair em 3, esperemos que dentro de pouco tempo Palocci não tenha ajeitado uma forma de curtir em liberdade, o dinheiro que roubou. continuar lendo

Muito bem observado @joserobertounderavicius ! Assim espero também. continuar lendo

O ex-ministro Antonio Palocci, já havia se colocado à disposição do juiz Sérgio Moro e do país, para fazer denúncias com provas, no sentido de ajudar a Lava Jato a moralizar este país, que está dando um duro golpe no Crime do Colarinho Branco, que sempre foi praticado por empresários e políticos deste país, mas que nunca foi levado a sério.
Com sua prisão decretada, esperamos que Palocci acelere suas negociações com o MPF e faça o Acordo de sua Delação Premiada, tão esperada pela maioria da população que quer ver este país passado a limpo, com todos os que roubaram dinheiro público com o uso dos seus cargo e poder de influência, na CADEIA, mas como ocorreu com Palocci e outros, com a devolução do produto do roubo. continuar lendo